sábado, 6 de julho de 2013

Esse lindo poema é pra você...

Tem gente que tem cheiro
 de passarinho quando canta,
 de sol quando acorda,
 de flor quando ri.
 
Ao lado delas,
 a gente se sente no balanço de uma rede
 que dança gostoso numa tarde grande,
 sem relógio e sem agenda.
 
Ao lado delas,
 a gente se sente comendo pipoca na praça,
 lambuzando o queixo de sorvete,
 melando os dedos com algodão doce
 da cor mais doce que tem pra escolher.

 O tempo é outro.
 E a vida fica com a cara que ela tem de verdade,
 mas que a gente desaprende de ver.
Tem gente que tem cheiro
 de colo de Deus,
 de banho de mar
 quando a água é quente e o céu é azul.
 
Ao lado delas,
 a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis.
 
Ao lado delas,
 a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo,
 sonhando a maior tolice do mundo
 com o gozo de quem não liga pra isso.
 
Ao lado delas,
 pode ser abril,
 mas parece manhã de Natal,
 do tempo em que a gente acordava
 e encontrava o presente do Papai Noel.
 
Tem gente que tem cheiro
 das estrelas que Deus acendeu no céu
 e daquelas que conseguimos acender na Terra.
 
Ao lado delas,
 a gente não acha que o amor é possível,
 a gente tem certeza.
 
Ao lado delas,
 a gente se sente visitando um lugar feito de alegria,
 recebendo um buquê de carinhos,
 abraçando um filhote de urso panda,
 tocando com os olhos os olhos da paz.
 
Ao lado delas,
 saboreamos a delícia do toque suave
 que sua presença sopra no nosso coração.
Tem gente que tem cheiro
 de cafuné sem pressa,
 do brinquedo que a gente não largava,
 do acalanto que o silêncio canta,
 de passeio no jardim.
 
Ao lado delas,
 a gente percebe que a sensualidade
 é um perfume que vem de dentro
 e que a atração que realmente nos move
 não passa só pelo corpo.
 Corre em outras veias.
 Pulsa em outro lugar.
 
Ao lado delas,
 a gente lembra que no instante em que rimos
 Deus está conosco, juntinho, ao nosso lado.
 E a gente ri grande que nem menino arteiro.

 

Pessoal...Há meses que tento descobrir quem produziu esse lindíssimo texto. Em algumas pesquisas  eu encontro que  o poema é do Drummond, e em outras, consta a Ana Cláudia Saldanha Jácomo.

Eis a questão, de quem será?

 

Beijos, um Feliz Sábado e "Inté"!!!

7 comentários:

  1. Lindo Ivaneide que seu sabado seja cheio de alegrias,,,millll bjocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Sabrina.

      Obrigada e felicidades pra vocês.

      Beijos

      Excluir
  2. Minha amiga seja qual for o autor o texto é lindo e tocante!

    Espero que esteja tudo bem com você!!

    Beijos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade amiga Catarina. Só que, hoje eu descobri que é da Ana Jácomo.

      Tô feliz em te vê por aqui.

      Beijos e feliz finde!

      Excluir
  3. Oi,Ivaneide!!
    Que poema belíssimo!
    Que seu final de semana seja de paz/alegrias.
    Beijos da amiga,Soninha.

    ResponderExcluir
  4. Pessoas especiais fazem a diferença em nossa vida.
    Lindo poema, para ler, reler e refletir!
    Parabéns pela belíssima seleção, amiga, e só para informar já que estás na dúvida, esse poema é da Ana Cláudia Saldanha Jácomo, ela o fez para homenagear sua vó. Tenho salvo no meu PC outros poemas, textos e frases dela, e são todos muito lindos, cheios de sentimento.

    Obrigada pela presença e carinho, és uma pessoa especial como a descrita no poema da Ana "Almas Perfumadas".

    Um grande abraço com muito carinho!
    Abençoada semana, amiga!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ivaneide!

    Obgdaaaa pelas visitas! Amei o seu blog. Com certeza serei visita constante :)

    Embora algumas pessoas formatam em forma de poema, na verdade esse texto é uma crônica da Ana Claudia Saldanha Jácomo, publicada no livro "Parto de mim". O texto na íntegra pode ser acessado no link:

    http://www.avozdapoesia.com.br/obras_ler.php?obra_id=44&poeta_id=227

    Paz e Poesia pra você!

    Bjoooo

    ResponderExcluir

Olá!!!

Você aqui? Que maravilha!

Deus te abençoe com chuuuuuuvas de bênçãos, mas se for pouco...então eu desejo um toró,viu?

Abraços fraternos