sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Consagro meus filhos a Ti, Senhor.




Senhor Deus, meu Pai do Céu, agradeço Tua bondade que me concedeu ser pai/mãe.

Entrego meu filho(minha filha) à Tua proteção, pois acredito que Teu amor por ele(a) é maior do que o meu.

Tu o(a) amaste com um amor paternal e o(a) chamaste pelo nome antes mesmo de eu segurá-lo(a) nos braços.

Vem em meu auxílio para que meu filho (minha filha) possa experimentar o Teu amor divino por meio do meu amor ainda pequeno e falho.

A vida de meu filho(minha filha) a Ti pertence. Abençoa-lhe com a saúde do corpo e do espírito para que ele(ela) possa fazer a Tua vontade.

Envia-lhe os Teus dons para que ele (a) possa se desenvolver como pessoa que ama e é amada. Abençoa-lhe com o  dom da sabedoria para que ele (ela) perceba o Teu infinito amor e possa retribuir-Te com gratidão.

Orienta-o (a) no caminho certo para que encontre um trabalho que o (a) realize.

Guia-o a)  para que busque o sentido da vida, faça amigos verdadeiros, veja a importância das coisas simples e saiba conviver com a família.

Concede-lhe fortaleza para perseverar diante das dificuldades.

Senhor Deus, meu Pai abençoa meu filho (minha filha)...(falar o nome) com o poder do nome de Jesus, Teu querido Filho, e guarda todos os seus passos, principalmente quando eu não estiver por perto. - Pe Marcelo Rossi
                                         
                      
                                           Amém! 

                                   Bom dia a todos!

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

A semente e o brotar de cada dia....


No principio da vida todos são iniciados como sementes...
Quando o primeiro broto surge, o Mundo é apresentado a ele...
e muitas vezes os brotos se perguntam: "Como brotei?"
Outros nem sequer se dão conta.
Vivencie o broto do momento...
Flua nesse brotar...
Cultive com amor o seu território,
não deixe as ervas daninhas, construídas de sua própria ilusão,
interferirem no seu crescimento...
Vivencie este crescimento...
Assim você será uma bonita árvore
cheia de sabedoria e amor a oferecer...
Sinta a necessidade do coração
e vá em frente escalando a divindade do seu Ser...
Acredite, o supremo mora em vc...
Brote! Cresça! Sinta se vc está crescendo no caminho certo,
identifique, faça o movimento verdadeiro para que sua árvore não mingue.
Florescer na vida é florescer no hoje, no agora e no amanhã!
Floresça a sua vida, simplesmente floresça!
Deus te ajude a florescer sempre
. a.d


Bom diaaa, pessoas queridas...

Florescer é preciso...Abraços!

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Olimpíadas do meu bem querer, que saudades de você!

  Isto é saudade, gente!
O mundo chegou ao Brasil -RJ

                                                O Brasil abraçou mundo
O Cristo saudou o mundo
As riquezas do país em apenas uma noite
 
Roberta Sá -cantora potiguar
Nossas riquezas naturais
Tocha Olímpica inesquecível
Brasil que cantou, alegrou e encantou o mundo
                                  Símbolo de preservação ambiental 
                                   Imagens http://www.ebc.com.br/ 
 
Tudo isto e muito mais, me fizeram esquecer um pouco as mazelas do meu país. Também vibrei e chorei com você, como se tivesse que limpar a minha alma dos fatos políticos, e problemas sociais aqui existentes. Quero lhe dizer que: só você conseguiu, acredite!
Chorei, com a linda  cerimônia de abertura embalando e alimentando o meu  amor à minha pátria.
Chorei com as conquistas de muitos atletas, bem como, com as perdas, e as quedas de cada um.
E por falar em "saudade"....isso é coisa se faça??  Ir embora assim?! Fechando tudo magnificamente e dizendo... até  Tokyo/2020?!
Enfim, em minha memória ficou acesa uma tocha que acende e ascende a musicalidade brasileira, alegria, euforia, encantamento, congraçamento entre povos sem distinção de raças ou religiões . Regiões brasileiras com seus ritmos e riquezas que cantam e encantam nossas almas, e o mundo inteiro. Avante meu país, Avante meu Brasil!
Parabéns ao Rio de Janeiro. Esse registro valeu ouro! 
 Muito prazer, eu sou saudade!
 Palavrinha esta, que só os brasileiros conheciam, mas que agora será exportada para o mundo inteiro.

        Bom dia, com desejos de uma semana esplêndida para nós!
                            Beijos e abraços olímpicos rsrs
                                                         

domingo, 21 de agosto de 2016

Brasil encerrando as olimpíadas com chave de ouro.


Cerimônia de encerramento da Rio 2016 terá carnaval e apresentação de Tóquio

Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel 
 
Começou há pouco, no Maracanã, no Rio de Janeiro, a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016.  A cerimônia é dirigida pela carnavalesca Rosa Magalhães, que foi foi responsável pela cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos de 2007. 
Um dos maiores blocos de carnaval de rua do Brasil, o Cordão da Bola Preta, deverá fazer uma apresentação durante a festa.
 A cantora Carmen Miranda, que ficou famosa na década de 1930 com marchinhas carnavalescas, será homenageada pela cantora Roberta Sá. O cantor Lenine vai cantar uma música em homenagem aos voluntários que trabalharam durante as duas semanas de jogos. Outros nomes da MPB também deverão participar da festa, assim com Djs brasileiros e internacionais.

Tóquio 2020

Ao final da cerimônia, o Brasil irá passar a bandeira olímpica para a cidade de Tóquio, que será a próxima sede dos jogos, em 2020. A cidade de Tóquio vai fazer uma apresentação de oito minutos na cerimônia de encerramento.
A Olimpíada deste ano foi realizada de 5 a 21 de agosto. O Brasil terminou em 13º lugar no quadro de medalhas, com 19 medalhas no total: sete de ouro, seis de prata e seis de bronze. As medalhas de ouro foram conquistadas no futebol, vôlei, vôlei de praia, boxe, vela, judô e atletismo (salto com vara).

Paralimpíada

A partir do dia 7 de setembro, o Rio de Janeiro vai sediar a Paralimpíada, com a presença de 4.350 atletas de 178 países, competindo em 22 modalidades. A delegação brasileira vai participar com 279 atletas. A TV Brasil transmitirá os Jogos Paralímpicos 2016, em parceria com emissoras da Rede Pública de Televisão dos estados.
- Assuntos: Rio 2016, cerimônia de encerramento, Tóquio 2020, Paralimpíada

Notícias das olimpíadas 2016

Brasil tem melhor desempenho da história, mas não atinge meta de medalhas

Foram 19 pódios para o Brasil nos Jogos Olímpicos, um recorde na história do país. Mas o número de medalhas não foi o necessário para se chegar à meta estabelecida pelo governo e pelo Comitê Olímpico do Brasil, de ficar entre os 10 primeiros países no ranking de total de medalhas.
Em 2012, quando foi estabelecido pelo governo o Plano Brasil Medalhas, a meta era investimento de R$ 1 bilhão de recursos públicos em bolsas para atletas, investimento em equipes técnicas e participação em torneios internacionais e também na construção de centros de treinamentos.
O Brasil terminou os Jogos do Rio em 13º no ranking com total de medalhas. Com sete ouros, o país bateu o recorde de Atenas 2004, quando foram conquistadas cinco medalhas. Ainda superou o número de medalhas de prata, com seis conquistas.

Incentivos aos atletas

Nos Jogos do Rio 2016, 358 dos 465 dos atletas brasileiros (77%) receberam apoios diretos do governo com o Bolsa Atleta. Para os esportistas, foram estabelecidas quatro tipo de bolsas: nacional (R$ 925 mensais), internacional (R$ 1.850), olímpica (R$ 3.100) e pódio (R$ 5 mil a R$ 15 mil). Cada bolsa é definida de acordo com os resultados dos atletas. Em 2016, está previsto o gasto de R$ 80 milhões para este benefício.
Além deste incentivo, 145 atletas que estiveram nos Jogos também eram apoiados pelo Programa Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas, que incorporou esportistas em destaques como 3º sargento temporário nas três forças, com soldo de R$ 3.200 reais. Esses atletas conquistaram 14 medalhas na Rio 2016. Em 2016, o programa tem previsão orçamentária de R$ 43 milhões.

Confira os investimentos públicos nos medalhistas brasileiros da Rio 2016 e nos seus respectivos esportes:

Canoagem de velocidade

A grande surpresa dos Jogos foi o canoísta de velocidade Isaquias Querioz com três medalhas (duas pratas e um bronze). Isaquias recebeu Bolsa Atleta durante todo o ciclo olímpico, não sendo atleta militar. Erlon Silva, companheiro de prata de Isaquias na C2 de 1000 metros, também recebeu a Bolsa Atleta durante os últimos cinco anos. Segundo o Ministério do Esporte, a a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) recebeu R$ 2,1 milhões para estruturação de centros de treinamento pelo país, além de mais de R$ 6 milhões em bolsas para atletas da modalidade.
Isaquias Queiroz ganha bronze nos 200 metros da canoagem de velocidade
Isaquias Queiroz é o primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma mesma olimpíadaReuters/Marcos Brindicci/Direitos Reservados 
Judô
O esporte que mais medalhas trouxe ao país, o judô também foi apoiado ao longo do ciclo olímpico com mais de R$ 50 milhões em convênios com Ministério do Esporte. Todos os atletas da equipe que disputou os jogos ainda são apoiados pelas Forças Armadas, os homens pelo Exército e as mulheres pela Marinha. Rafaela Silva, medalha de ouro no Rio 2016, Mayra Aguiar e Rafael Silva, medalhas de bronze, receberam a Bolsa Atleta pódio durante todo o ciclo olímpico.
A judoca brasileira Rafaela Silva vence Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, e conquista a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Rio 2016
A judoca brasileira Rafaela Silva  conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Rio 2016Reuters/Toru Hanai/Direitos Reservados
Ginástica Artística
A ginástica artística também trouxe três medalhas para o país. Diego Hypolito, prata no solo, também recebeu a Bolsa Atleta durante o ciclo olímpico. Arthur Zanetti, prata nas argolas, e Arthur Nory, bronze no solo, receberam o apoio de bolsa durante quase todo o ciclo, com exceção de 2013. Do total de recursos repassados pelo Ministério do Esporte, a Confederação de Ginástica, federações, clubes e atletas receberam cerca de R$ 29 milhões.
Rio de Janeiro - Diego Hyplito termina em 6 , pelo Brasil, na ginástica artística por equipes, nos Jogos Olímpicos Rio 2016 (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Diego Hypólito ficou com a prata no solo Fernando Frazão/Agência Brasil
Atletismo
O atletismo foi um dos esporte que mais recursos recebeu do governo federal nos últimos anos. Só com criação e reformas de pistas oficiais foram investidos R$ 300 milhões. Além de mais de R$ 50 milhões em convênios para a manutenção de centros nacionais de atletismo, R$ 28 milhões foram para bolsas para atletas entre 2012 e 2015. Thiago Braz, ouro no salto com vara, além do apoio da Aeronáutica, recebeu o Bolsa Atleta durante todo o ciclo olímpico, com exceção de 2013.
Thiago Silva conquista ouro e bate recorde olímpico no salto com vara
Thiago Silva conquista ouro e bate recorde olímpico no salto com varaReuters/Gonzalo Fuentes/Direitos Reservados
Boxe
O boxe acabou sendo uma das categorias que menos recebeu recursos federais. Desde 2010, o esporte recebeu menos de R$ 1 milhão. Mas os atletas acabaram amparados pelo Bolsa Atleta, com R$ 9 milhões em bolsas. Robson Conceição, ouro na categoria até 60 kg, também é terceiro sargento da Marinha e recebeu apoio da bolsa em todo ciclo olímpico.
Rio de Janeiro - Por decisão unânime dos juízes, o lutador brasileiro Robson Conceição derrotou o francês Sofiane Oumiha e garantiu o ouro na categoria peso ligeiro, até 60 quilos (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Por decisão unânime dos juízes, o lutador brasileiro Robson Conceição derrotou o francês Sofiane Oumiha e garantiu o ouro na categoria peso ligeiroFernando Frazão/Agência Brasil
Vela
A dupla Kahena Kunze e Martine Grael, ouro na classe 49er FX da vela, terceiras sargentas da Marinha, receberam apoio durante quatro anos do último ciclo olímpico. A vela, segundo esporte que mais conquistou medalhas para o Brasil, recebeu investimento do Ministério dos Esporte apenas em bolsas para mais de 600 atletas, somando R$ 13 milhões.
Rio de Janeiro - As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram o ouro na classe 49er FX da vela dos Jogos Olímpicos Rio 2016, na regata final na Baía de Guanabara (Fernando Frazão/Agência Brasil)
 As brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze têm apoio da MarinhaFernando Frazão/Agência Brasil
Vôlei de quadra e de praia
O vôlei é um dos principais esportes do país, trazendo na história 23 medalhas olímpicas nas modalidades de quadra e de praia. Desde 2010, diversos convênios entre Ministério do Esporte e a Confederação Brasileira de Vôlei permitiram a estruturação da modalidade no país, com investimentos de R$ 48 milhões. Em bolsas atletas, foram desembolsados R$ 8 milhões para duplas de praia e R$15,5 milhões para os jogadores de quadra.
As duplas Alison e Bruno - ouro na praia - e Agatha e Bárbara - prata no feminino - além de sargentos da Marinha, recebem o bolsa atleta desde 2013. Dos 12 integrantes da equipe masculina que conquistou o ouro no vôlei de quadra, dez receberam apoio da bolsa atleta em algum momento do ciclo olímpico.

Tiro Esportivo
O primeiro medalhista brasileiro nos Jogos do Rio, o atirador Felipe Wu é sargento do Exército e apoiado pela bolsa atleta desde 2012. Cerca de R$ 9 milhões foram executados em convênios para o desenvolvimento da modalidade no país. Além do aporte de mais de R$ 13 milhões em bolsas atletas durante o período olímpico.
Felipe Wu comemora a medalha de prata na prova de pistola de ar 10 metros
Felipe Wu comemora a medalha de prata na prova de pistola de ar 10 metrosValdrin Xhemaj/Divulgação Lusa
Maratonas Aquáticas
Poliana Okimoto, bronze na Rio 2016, é terceira sargenta do Exército e também apoiada pela Bolsa Atleta desde 2012. Para os atletas da maratona aquática, foram desembolsados mais de R$ 2 milhões. Não há especificações para convênios diretamente para a modalidade, o ministério informou que Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) recebeu, desde 2010, mais de R$ 15 milhões para investimentos na natação, maratonas aquáticas, nado sincronizado, saltos ornamentais e polo aquático.
A paulista Poliana Okimoto ganhou o bronze na maratona olímpica, prova em que as nadadoras percorrem 10 mil metros em mar aberto (Danilo Borges/Brasil 2016)
A paulista Poliana Okimoto ganhou o bronze na maratona olímpica, prova em que as nadadoras percorrem 10 mil metros em mar aberto Danilo Borges/Brasil 2016
Taekwondo
A Confederação Brasileira de Taekwondo recebeu em convênio com Ministério do Esporte R$ 3 milhões. Com o Bolsa Atleta, o aporte na modalidade foi de R$ 11,6 milhões. Maicon Andrade, bronze na categoria acima de 80 kg, recebe o benefício desde 2014, sendo ainda terceiro sargento da Aeronáutica.
Rio de Janeiro Maicon Siqueira derrota britânico Mahama Cho e conquista bronze na categoria acima de 80 kg no taekwondo (Reuters/Issei Kato/Direitos Reservados)
Maicon Siqueira derrota britânico Mahama Cho e conquista bronze na categoria acima de 80 kg no taekwondo Reuters/Issei Kato/Direitos Reservados
Futebol
A seleção masculina ganhou pela primeira vez o ouro olímpico. O esporte que na categoria masculina é o mais profissional no país, ao contrário do feminino, que mesmo sofrendo do amadorismo, chegou em quarto lugar na Rio 2016. Somente a modalidade feminina recebe apoio do governo federal, recebendo recursos de patrocínio de estatais e de leis de incentivo ao esporte, além de R$ 9 milhões em bolsas atletas.
São Paulo - Canadá vence o Brasil por 2 a 1 na Arena Corinthians e fica com a medalha de bronze no futebol feminino dos Jogos Olímpicos (Rovena Rosa/Agência Brasil)
A seleção feminina de futebol recebeu recursos do governo federalRovena Rosa/Agência Brasil

http://centraldeconteudo.ebc.com.br/

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Para esta sexta-feira...avante!

Que o dom da fortaleza nos abrace, e nos conduza aos caminhos da vitória.

                    Tomo posse, e digo amém por todos nós!

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Paz e luz nesta tarde...


"É a vida despertando sua beleza em cada detalhe. É Deus abrindo horizontes novos todos os dias e nos fazendo acreditar que o Milagre é constante, que há renovação após a noite, que há solução após o choro.
Que para tudo há um novo sol, um novo dia, e que a felicidade é coisa simples para quem sabe ter esperança e fé."

__ Fran Ximenes
https://www.facebook.com/coisasqueeusei.edna