terça-feira, 30 de outubro de 2012

Olá meu povo querido!!

Hoje eu trouxe quem?  Quem?  Sei que ele tem muuuuuitos fãs, inclusive eu rsrs

Exupéry...

Imagem: Internet
 

Mas aconteceu que o principezinho, tendo andado muito tempo pelas areias, pelas rochas e pela neve, descobriu enfim uma estrada. E as estradas vão todas na direção dos homens.

— Bom dia, disse ele.

Era um jardim cheio de rosas.

— Bom dia, disseram as rosas.

O principezinho contemplou-as. Eram todas iguais à sua flor.

— Quem sois? Perguntou ele estupefato.

— Somos rosa, disseram as rosas

— Ah! Exclamou o principezinho…

E ele sentiu-se extremamente infeliz. Sua flor lhe havia contado que ela era a única se sua espécie em todo universo. E eis que havia cinco mil, iguaizinhos, num só jardim!

“Ela haveria de ficar bem vermelha, pensou ele, se visse isto.. . Começaria a tossir, fingiria morrer, para escapar ao ridículo. E eu então teria de fingir que cuidava dela; porque senão, só para me humilhar, ela era capaz de morrer de verdade…”

Depois, refletiu ainda: “Eu me julgava rico de flor sem igual, e é igual uma rosa comum que eu possuo. Uma rosa e três vulcões que me dão pelo joelho, um dos quais extintos para sempre. Isso não faz de mim um príncipe muito grande…” E, deitado na relva, ele chorou.

E foi então que apareceu a raposa:

— Bom dia, disse a raposa.

— Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

— Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira…

— Quem és tu? Perguntou o principezinho. Tu és bem bonita…

— Sou uma raposa, disse a raposa.

— Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste…

— Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.

— Ah! Desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:

— Que quer dizer “cativar”?

— Tu não és daqui, disse a raposa. Quê procuras?

— Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer “cativar”?

— Os homens, disse a raposa, têm fuzis e caçam. É bem incômodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que eles fazem. Tu procuras galinhas?

— Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer “cativar”?

— É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa “criar-laços…”

— Exatamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho a necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo. . .

— Começo a compreender, disse o principezinho. Existe uma flor.. . Eu creio que ela me cativou. . .

— É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra. . .

— Oh! Não foi na Terra, disse o principezinho.

A raposa pareceu intrigada:

— Num outro planeta?

— Sim.

— Há caçadores nesse planeta?

— Não.

— Que bom! E galinhas?

— Também não.

— Nada é perfeito, suspirou a raposa.

Mas a raposa voltou à sua ideia.

— Minha vida é monótona. Eu caço galinhas e os homens me caçam. Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de Sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como se fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram de coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo. . .

A raposa calou-se e considerou por um muito tempo o príncipe:

— Por favor. . . Cativa-me! Disse ela.

— Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tanto muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.

— A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!

— Que é preciso fazer? Perguntou o principezinho.

— É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, cada dia, te sentará mais perto. . .

No dia seguinte o principezinho voltou.

— Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde às três eu começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração. . . É preciso ritos.

— Que é um rito? Perguntou o principezinho.

— É uma coisa muito esquecida também, disse a raposa. É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. Os meus caçadores, por exemplo, possuem um rito. Dançam na quinta-feira com as moças da aldeia. A quinta-feira então é um dia maravilhoso! Vou passear até a vinha. Se os caçadores dançassem qualquer dia, os dias seriam todos iguais, e eu não teria férias!

Assim o principezinho cativou a raposa. Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

— Ah! Eu vou chorar.

— A culpa é tua, disse o principezinho, eu não te queria fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse. . .

— Quis, disse a raposa.

— Mas tu vais chorar! Disse o principezinho.

— Vou disse a raposa.

— Então, não sais lucrando nada!

— Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

Depois ela acrescentou:

— Vai rever as rosas. Tu compreenderás que a tua é única no mundo. Tu voltarás para me dizer adeus, e te farei presente de um segredo.

Foi então o principezinho rever as rosas:

— Vós não sois absolutamente iguais à minha rosa, vós não sois nada ainda. Ninguém ainda vos cativou, nem cativastes a ninguém. Sois como era a minha raposa. Era uma raposa igual a cem mil outras, mas eu fiz dela um amigo, ela é agora única no mundo.

E as rosas estavam desapontadas.

— Sois belas, mas vazias, disse ele ainda. Não se pode morrer por vós. Minha rosa, sem dúvida um transeunte qualquer pensaria que se parece convosco. Ela sozinha é porém mais importante que vós todas, pois foi a ela que eu reguei. Foi a ela que pus sob a redoma. Foi a ela que abriguei com o para-vento. Foi dela que eu matei as larvas (exceto duas ou três por causa das borboletas). Foi a ela que eu escutei queixar-se ou gabar-se, ou mesmo calar-se algumas vezes. É a minha rosa.

E voltou, então, à raposa.

— Adeus, disse ele. . .

— Adeus, disse a raposa. Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.

— O essencial é invisível para os olhos, repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

— Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante.

— Foi o tempo que eu perdi com a minha rosa. . . Repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

— Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa. . .

— Eu sou responsável pela minha rosa. . . Repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

FONTE: O Pequeno Príncipe, trad. de Dom Marcos Barbosa, Livr. Agir Editora, 7.ª edição, Rio de Janeiro 1960, pp. 66-74.

Curiosidade: O Pequeno Príncipe é a obra mais traduzida do mundo depois da Bíblia e do Alcorão. O livro conta a história de um menino que vive num planeta onde só tem três vulcões e uma rosa, um dia ele aprende como sair do planeta dele para visitar outros.

Entendo que criar laços é uma coisa eterna, esse texto nos mostra perfeitamente que cativar não é uma coisa passageira, pois Deus envia seres  amigos para entendermos que o amor Cristão existe e que pode ser um sentimento perpétuo diante de um  eterno olhar amigo.  Só que às vezes precisamos ser cautelosos por uma questão de defesa espiritual.

Eu só tenho que agradecer a DEUS pelos maravilhosos amigos irmãos que Ele me concedeu. E que Deus nos abençoe  sempre com o Seu Olhar Redentor.

“ É muito bom ser a amiga e não uma amiga” Ivaneide Henrique

Aqui vai meu  o abraço coletivo... E o desejo de chuuvas e torós de bençãos para cada um durante toda semaninha.

 

 

29 comentários:

  1. Um livro que adorei, marcou-me profundamente quando era uma criança...

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga!!

      Obrigada pela presença,viu/

      Beijos e felicidades para todos vocês.

      Excluir
  2. Miga querida!

    Este texto é lindo e muito coerente com a nossa realidade virtual também...
    Adorei reler é encantador, como sempre tu és maravilhosa em tuas postagens!
    Bjs da tua miga girasólica da Toca da Joaninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga girasólica rs

      Muitíssimo obrigada pelos comentários carinhosos, viu?

      Felicidades pra você hoje e sempre..

      Beijos amiga!!!!!

      Excluir
  3. Oi Ivaneide!
    E eu só estou fazendo os meus passeios por aqui agora.
    Não vim na "hora certa" rs
    Posso dizer que dessa vez, terminei maravilhosamente bem o dia!
    :)
    Eu sou fã assumida desse príncipe!;)
    Você sabe né?
    Já falei por aqui rs
    Podem chamar de piegas, livro de criança, bobinho...
    Quem diz isso, com certeza nunca entendeu as mensagens em cada página, em cada diálogo.
    O sentido da importância de cada pessoa, do "ser especial e único"
    Lindo demais...
    Post perfeito! :)
    bjs, uma ótima noite!

    Ah, as estrelas!
    Sim, elas me fazem rir....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida!!!

      Eu também sou fã de lindinho e o "ser único" é lindo demais!!!

      Beijosssssss amiga!!!!!

      Excluir
    2. Felicidades para vocês, hoje sempre querida!!

      abaçossssss

      Excluir
  4. Lindo, adorei!!!
    o meu damaceno é sem o S rs difícil encontrar alguém com este sobrenome né rs bjos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo este post!
    Adorei seu blog, obrigada pela visitinha no meu!
    Já estou te seguindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga!!

      já fui retribuir.

      abraçosssss

      Excluir
  6. Olá. Esse livro é muito bonito, gostei muito.
    Já estou te seguindo. Bjus!!!

    galerafashion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu também sou fã desse principezinho! E adorei seu blog. Bom feriado!

    ResponderExcluir
  8. *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆
    Passando para desejar um bom feriado
    e um final de semana cheio de muita luz
    Agradeço sempre sua amizade, e parabéns pelo
    que posta para agradar nossa alma
    Abraços com carinho
    Rita
    *。¨* ✫ ” ✫. ☽¨¯*。.☆¨*。¯`☆¸.✫˚¯`☆

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite amiga Rita!!

      Olá rita!!

      Gratíssima pela sua presença no profetizando,viu?

      Que Deus te abençoe com ricas bençãos. Bom feriado para seu kit familiar.

      Abraços fraternos

      Excluir
  9. Oi Ivaneide,
    vim conhecer seu cantinho, é lindo.
    Já estou te seguindo, me segue tbm? beijos,
    www.morenalindadicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadim Priscila!!

      SEJA BEM VINDA!!!

      Já fui ao seu maravilhoooso cantinho retribuir

      Bom feriado.

      Excluir
  10. Oi Ivaneide!
    Ótima sexta + finde!
    Eu estarei por aqui...
    bjs,
    Tô pensando em fazer um post sobre esse "menininho" aí rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amiga!!

      Desejo um bótimo feriado para vocês!

      abraçossssss

      Excluir
  11. Olá, obrigada pelo comentário no blog. Já pode seguir meu blog, que já estou seguindo o seu, flor!
    Bjobjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda querida!!!

      Já fui retribuir,

      abraçossssss

      Excluir
  12. Obrigada minha querida Ivaneide, desculpe só hoje está retribuindo, fiquei sem net e hoje viajei. Uma linda noite e um feriado na paz dde Deus. Bjuss

    ResponderExcluir
  13. Olá Multiplicadora Ivaneide, boa noite!

    Educadora, vejo através de seus seguidores/parceiros/comentários que nossa família estar crescendo. Que bom! A ideia é essa mesmo.

    Estamos convidando você a:

    - Conhecer os novos blogs divulgados;
    - Saber quem são os multiplicadores do mês;
    - Retribuir comentário em sua postagem (caso tenha), (encontre seu blog de forma fácil através de página ‘índice’);
    - Deixar um comentário para outro blogueiro e ele o retribuirá;
    - Aproveitar a visita e fazer novas parcerias/seguidores;
    _ Também saber as novidades.

    http://www.marquecomx.com.br/
    http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/

    O projeto crescerá com a união e a divulgação de todos nós. Mais uma vez, obrigado pela parceira e amizade.

    Excelente semana, fiquemos na Paz de Deus e até breve.

    ResponderExcluir
  14. Oi,tem selinho pra você no meu blog passa lá pra buscar.

    ResponderExcluir
  15. Ah, esse livro traz mensagens lindíssimas!!!
    Seguindo, segue de volta?
    xoxo
    candymilkandme.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Bom dia! Estou te seguindo, se puder da uma olhada no meu? http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/ agradeço desde já <:
    Aaaah *-* pequeno príncipe é lindo!

    ResponderExcluir
  17. VIM RETRIBUIR A VISITA E TE SEGUIR.BJBJBJBJ..........

    ResponderExcluir

Olá!!!

Você aqui? Que maravilha!

Deus te abençoe com chuuuuuuvas de bênçãos, mas se for pouco...então eu desejo um toró,viu?

Abraços fraternos